Patrícia Ferreira Marques é licenciada em Educação pela UM (2000) com pré-especialização em Animação e Desenvolvimento Pessoal e Social, tendo acrescentado a essa área de formação uma pós-graduação em Animação Sociocultural, promovida pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da UP (2003). Ainda no registo académico, derivou para o Design de Ourivesaria, dinamizado pela Escola das Artes da Universidade Católica do Porto (2007), estando um dos seus trabalhos académicos em prata a ser comercializado por uma empresa de renome no ramo da prataria.

Iniciou a sua vida profissional no Serviço Educativo da Fundação de Serralves e após uma experiência diversificada enquanto formadora, ingressou na Câmara Municipal do Porto, onde trabalha há cerca de 15 anos. Nesse contexto, encabeçou o grupo de trabalho que criou o primeiro Plano Municipal da Juventude em Portugal, tendo tido a oportunidade de vivenciar in loco a realidade das políticas juvenis dinamizadas em Barcelona. 

Enveredou mais tarde para o trabalho com a população mais nova, coordenando o programa municipal O Porto a ler que veio a incorporar no seu espólio de projetos o CiiL, desafio lançado pela Ana Sucena/IPP. O crescimento exponencial do CiiL em todas as suas vertentes e a sua recontextualização ampliada através do apoio concedido em sede de candidatura aprovada ao NORTE 2020, exige neste momento a sua dedicação quase exclusiva ao Centro de Investigação e Intervenção na Leitura - CiiL.

Para lá do trabalho: viajar para longe e para perto, ler e reler, conviver em contextos familiar e social, passear por lazer e gravar na memória todos os bons momentos que a vida oferece.